ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-

POSTADO EM 20 mar 2021 · Posturas

POSTURAS E PM FISCALIZAM AGLOMERAÇÕES E PERTUBAÇÃO DE SOSSEGO

Os fiscais do Departamento de Fiscalização de Posturas, acompanhados de policiais militares, estão fiscalizando, nas sextas-feiras, sábados e domingos à noite, locais com aglomerações de pessoas e reuniões particulares, com bebidas alcoólicas, falta de distanciamento social, não uso de máscaras e som alto, além de festas clandestinas, sem alvarás para realização, Tanto na cidade quanto em propriedades rurais.
A fiscalização faz parte das ações para checar o cumprimento do decreto da Prefeitura de Itumbiara (que segue a orientação do Governo de Goiás) para tentar evitar o contágio do coronavírus, com o aumento de casos e de mortes por Covid-19 e a ocupação máxima de leitos de UTIs para pacientes com a doença.
De acordo com o diretor do Departamento de Fiscalização de Posturas, Celso Prateado, nos fins de semana anteriores, os fiscais receberam diversas denúncias a cada noite. E eles fizeram, em média, 20 atendimentos na sexta-feira e 30 no sábado. “No domingo, houve uma diminuição de reclamações, que ficou em torno de 10 chamados”, explica. Também, em média, desse total de atendimentos, pelo menos a metade se tornou notificações.
Celso Prateado lembra que os moradores podem se confraternizar em casa, desde que não haja aglomeração e perturbação do sossego, como a conversação e o som altos, que incomodem a vizinhança. Ele conta que os fiscais vão aos locais de denúncias e conversam com os responsáveis pela casa. “Muitas vezes, a conversa resolve, mas em outros casos, é preciso notificar e, em momentos de falta de respeito, a Polícia Militar entra em ação”, detalha.
MULTAS
Segundo Celso Prateado, as multas, em casos de necessidade de notificações, podem ser de R$ 1 mil até R$ 5 mil ou mais.
POSTURAS E PM
Os moradores podem fazer denúncias de aglomerações, reuniões particulares, que caracterizem perturbação do sossego, e festas clandestinas. Durante a semana, o atendimento no Departamento de Fiscalização de Posturas é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13 horas, pelo telefone (64) 3433-0431. Fora desses horários, o contato é com o diretor do Departamento, Celso Prateado, pelo WhatsApp (64) 99662-8245.
As denúncias também podem ser feitas à PM pelo zap do COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar), (64) 99971-7450, com funcionamento 24 horas, todos os dias da semana.
REPORTAGEM: DIONI RIBEIRO / DECOM