ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-

POSTADO EM 03 mai 2021 · COVID

EXAME DE COVID PODE SER FEITO POR NOVO PROGRAMA

O programa Monitora Goiás, da Secretaria Estadual de Saúde (SES), substituiu, há uma semana, o Dados do Bem. É para cadastrar pessoas com sintomas de Covid-19 para fazerem testes gratuitos que detectem se elas estão, de fato, contaminadas com o coronavírus.
A pessoa faz o cadastro, informando o dia em que começou a passar mal e quais os sintomas. Depois de cadastrada, ela é chamada para ser submetida ao exame de RT-PCR, pelo nariz e garganta, para identificar se é portadora, ou não, do coronavírus. Segundo a SES, o exame deve ser feito, preferencialmente, entre o terceiro e o sétimo dia dos sintomas.
A pessoa deve fazer o cadastro ou pelo site www.go.gov.br/monitoragoias ou pelo aplicativo, de celular, Expresso Goiás, disponível, de graça, nas lojas virtuais App Store e Google Play. No site e no aplicativo, tem o passo a passo do cadastramento, com o pedido de documentos pessoais e informações corretas sobre os sintomas da doença.
Em Itumbiara, a pessoa cadastrada é chamada para fazer o exame nas clínicas populares dos bairros Nossa Senhora da Saúde, Afonso Pena, Planalto e Marolina ou na UBS do Bairro Maria Luíza Machado. As amostras são encaminhadas para análise ao laboratório LACEN, em Goiânia.
A coordenadora de Enfermagem da Atenção Básica de Saúde em Itumbiara, Jéssica Cezario Sousa, pede que as pessoas sejam honestas sobre os dados dos sintomas. “Pedimos para informar a data real do início dos sintomas, pois é crucial para um resultado fidedigno e confiável”, frisa.
NA UPA
Desde o início de março, a UPA é a central de atendimento a Covid-19 em Itumbiara. A diretora administrativa da unidade, Danielle Dionísio Pereira, explica que quando o paciente chega com sintomas leves é orientado a se cadastrar no Monitora Goiás e fazer o exame RT-PCR, ficando de repouso em casa. Quando o paciente está com sintomas mais agravados, geralmente já começa o atendimento na UPA, com o teste feito na unidade. Lá tem estrutura para atender as pessoas até antes de precisarem de UTI. São ao todo 12 leitos para tratamento de pessoas com coronavírus.
REPORTAGEM: DIONI RIBEIRO / DECOM