ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-

POSTADO EM 04 mar 2021 · Saúde

PREFEITURA TRANSFORMA CISME EM CAPS DR. MURILO BORGES E AMPLIA ATENDIMENTOS EM SAÚDE MENTAL

O CISME (Centro Integrado de Saúde Mental Emmanuel) passará a ser o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) Dr. Murilo Borges. Com essa mudança, a Prefeitura de Itumbiara, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, assumirá todos os atendimentos de saúde mental na cidade.

Nesta quarta-feira, dia 3, o prefeito de Itumbiara, Dione Araújo, e o secretário de Saúde, Guilherme Davi, estiveram na instituição e falaram sobre esse processo de transição. Dione disse que o CAPS levará o nome do médico Murilo Borges Guimarães, que morreu no fim do ano passado, depois de fazer o atendimento na instituição, por mais de 24 anos. “É uma homenagem ao Dr. Murilo, que sempre atendeu tão bem os pacientes”, frisou.
O secretário Guilherme Davi explicou que a proposta é centralizar todos os atendimentos de saúde mental, em Itumbiara, em um só local, com regulação pela Secretaria de Saúde. Atualmente, além do CISME, tem o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), que funciona no centro de Itumbiara. Ele informou que a municipalização da saúde mental é uma orientação do Ministério da Saúde. Guilherme contou que, futuramente, também deve ser implantado, no local, um CAPS AD (Álcool e Drogas), para acompanhamento de pessoas com dependência química.
O prefeito Dione Araújo frisou que as irmãs de Murilo, as médicas Moabe Guimarães Borges Ribeiro e Priscila Ribeiro Guimarães Pacheco, continuarão, junto com a equipe da instituição, o “bom atendimento feito pelo Dr. Murilo e todos aqui”. Segundo Moabe, “continuaremos atendendo, com toda atenção e carinho, como o nosso irmão atendeu ao longo dos anos”. Moabe agradeceu a equipe do CISME, que continuará na nova formatação.
COMO FOI
O CISME (Centro Integrado de Saúde Mental Emmanuel) foi fundado em 1996, por um grupo de voluntários, e fez, nestes 25 anos, atendimentos, com uma equipe de médicos e outros profissionais, como psicólogo, assistente social e terapeuta ocupacional.
COMO SERÁ
O secretário de Saúde, Guilherme Dias, contou que a transição está no início. Mas, a partir de agora, as pessoas devem procurar os postos de saúde. O médico vai fazer um encaminhamento para agendamento de consulta daí 15 dias. O atendimento médico é feito de segunda a quinta-feira.
REPORTAGEM: DIONI RIBEIRO / DECOM
FOTOS: ROBSON HENRIQUE / DECOM