ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-

POSTADO EM 14 jul 2021 · Saúde

PACIENTES COM CÂNCER TÊM ACESSO A TRATAMENTO E TRANSPORTE AGENDADOS PELA PREFEITURA

 

O Seu Ydary Alves de Souza, conhecido como Nenzinho, de 79 anos, tem uma trajetória de vida associada a tratamentos no Hospital do Amor, em Barretos, interior de São Paulo. Lá, ele foi tratado de câncer de pele e volta regularmente à unidade para acompanhamentos e revisões. A esposa dele, Marta Duarte da Costa Alves, morreu, em junho do ano passado, depois de ficar 20 dias em Barretos tratando de um câncer no ovário.

Há três anos, a cabeleireira Alessandra Inácia Teixeira tratou, em Barretos, de um câncer de mama. Ela se submeteu a mastectomia, retirada da mama esquerda, e fez sessões de quimioterapia e radioterapia. Hoje, com 50 anos, diz que está recuperada: “Deus é mais e eu estou bem”. A cada três meses, vai a Barretos para uma revisão periódica.

O Seu Nenzinho e a Alessandra são dois exemplos de centenas de pessoas que têm os tratamentos de câncer agendados pela Secretaria Municipal de Saúde, de Itumbiara, que também oferece o transporte, gratuito, para levar os pacientes ao Hospital do Amor (em Barretos e também em uma cidade próxima, Jales) e no Hospital Araújo Jorge (em Goiânia). E que ficam hospedados nas casas de apoio, mantidas pela Prefeitura de Itumbiara e ligadas aos dois hospitais, a Casa de Apoio Marcos Cabral, em Barretos, e a Casa de Apoio Mara Rúbia, em Goiânia, com atendimentos também gratuitos.

Atualmente estão cadastrados 685 pacientes nas unidades de Barretos e Jales e 761 em Goiânia.

O AGENDAMENTO
Mas como o paciente com câncer, que mora em Itumbiara, pode conseguir o agendamento para o tratamento, o transporte e a estadia nas casas de apoio? Esse agendamento é feito na Central de Regulação. Os assistentes sociais fazem a triagem e o cadastramento.

Uma das assistentes sociais, Elizabete Mendes dos Reis Amorim, explica que o paciente deve apresentar o exame médico que comprove o tipo de câncer. A equipe da Central de Regulação faz o contato com os hospitais para tentar marcar o tratamento. O tempo de resposta depende de cada unidade.

Tratamento marcado, é organizado o transporte para o paciente e um acompanhante, com agendamento feito também na Central de Regulação. Os micro-ônibus levam de 27 a 32 pessoas por viagem. As viagens são de segunda a sexta-feira. A partir da uma hora da madrugada, o motorista busca as pessoas de casa em casa.

ATENDIMENTO HUMANIZADO
O prefeito de Itumbiara, Dione Araújo, o secretário de Saúde, Guilherme Davi, e o diretor da Central de Regulação, Guilherme Machado Borges, explicam que há um esforço de toda a equipe da Prefeitura / Secretaria Municipal de Saúde para fazer um atendimento cada vez mais humanizado.

Atualmente, Central de Regulação está na sede do Senac, perto do Fórum, na Rua Waldomiro Pereira, 90, esquina com Av. João Paulo II, Bairro Ernestina Borges de Andrade. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. Os telefones são (64) 3433-0391 (agendamento) e (64) 3433-0384 (transporte).

Mais informações, sobre o agendamento do tratamento e do transporte, estão nos cartazes em anexo.

REPORTAGEM: DONI RIBEIRO / DECOM
FOTOS: ROBSON HENRIQUE / DECOM