ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-

POSTADO EM 13 mar 2021 · Saúde

EMPRESA DOA MACACÕES DE PROTEÇÃO A PROFISSIONAIS DE SAÚDE DE ITUMBIARA

A empresa Corteva Agriscience doou, para a Secretaria de Saúde de Itumbiara, 1.300 macacões de proteção, que serão usados pelos profissionais de saúde que fazem remoções de pacientes com Covid-19. De acordo com a SMS, cada macacão custa, em média, R$ 100,00.
A entrega foi feita nesta sexta-feira, dia 12, pelo gerente de produção da Corteva Agriscience em Itumbiara, João Gotardo, com a presença do prefeito Dione Araújo, o secretário de Saúde, Guilherme Davi, o subsecretário Ivan Luiz da Silva, o Ivan do Raio-X, o secretário de Governo, Thales Machado, a coordenadora da atenção básica da Secretaria de Saúde, Eliamar Santana, o coordenador médico da atenção básica, Elton Ferreira Franco (que também atua como médico do trabalho na empresa), e a vereadora Liliane Costa, líder do Governo na Câmara Municipal.
A Corteva Agriscience, uma das maiores produtoras mundiais de sementes agrícolas, tem uma unidade em Itumbiara, localizada na BR-452. O gerente de produção, João Gotardo, explicou que a doação é um investimento da iniciativa particular no setor de saúde, num momento delicado da pandemia do coronavírus.
O prefeito Dione Araújo agradeceu a doação, lembrando que a Corteva Agriscience também já fez doações de materiais para o HCamp São Marcos, o hospital de campanha que atende exclusivamente pacientes com Covid-19. “Estamos num esforço para atender as pessoas e a doação vem em boa hora”, completou.
O secretário de Saúde, Guilherme Davi, disse que os macacões de proteção são essenciais para manter a segurança dos profissionais que trabalham na linha de frente de combate à Covid-19. Seja na remoção interna dos pacientes dentro da própria unidade ou na transferência para outras unidades. Ele explicou que cada macacão é usado uma vez e logo depois descartado.
REPORTAGEM: DIONI RIBEIRO / DECOM
FOTOS: ROBSON HENRIQUE / DECOM