ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-

POSTADO EM 25 mai 2021 · CRAS

DOIS CRAS DE ITUMBIARA ATENDEM FAMÍLIAS EM VULNERABILIDADE SOCIAL

O CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) é considerado a porta de entrada para os serviços disponibilizados no SUAS (Sistema Único da Assistência Social). Lá são atendidas as famílias em situação de vulnerabilidade social (de baixa renda ou com pessoas desempregadas, por exemplo).
Em Itumbiara, atualmente são dois CRAS, com a divisão de atendimentos feitos pelo Córrego Trindade. De um lado do córrego, é o CRAS Novo Horizonte e do outro, o CRAS Buriti I.
O CRAS Novo Horizonte substituiu, neste mês, o CRAS Paranaíba. O trabalho feito anteriormente na Rua Paranaíba, no centro da cidade, passou para onde era a sede do Sindilojas, na Rua Alecrim, 110, Bairro Novo Horizonte. O prédio, que é de propriedade do sistema Fecomércio Sesc-Senac, foi cedido à Prefeitura de Itumbiara. O atendimento lá é de segunda a sexta-feira, das 7 às 13 horas.
Já o CRAS Buriti I, que fica na a Avenida Cícero Marques, 245, no Bairro Parque dos Buritis 1, também funciona de segunda a sexta-feira, mas à tarde, das 12 às 18 horas.
Os dois CRAS têm como serviço essencial o PAIF (Proteção e Atendimento Integral à Família), com os objetivos de prevenir a ruptura de vínculos familiares, promover acesso a benefícios eventuais, programas e serviços da rede socioassistencial e garantir o direito à saúde, educação, cultura e outras áreas.
Os demais serviços ofertados são do Governo Federal (Cadastro Único, o CadÚnico, programa Bolsa Família, carteirinha do idoso e ID Jovem), do Governo de Goiás (solicitação de programas e benefícios da OVG, a Organização das Voluntárias de Goiás, e carteirinha para pessoas com deficiências) e acesso a eventuais benefícios (como doação de cesta básica e concessão de auxílio natalidade e auxílio mortalidade).
A coordenadora do CRAS Novo Horizonte, Gabriela Guizzetti, e a assistente social do CRAS Buriti I, Lussane Maria Porfírio Amaral, explicam que a FUNSOL, a Fundação de Solidariedade, é o órgão gestor. Mas não é lá que as pessoas devem ir para buscar conseguir os benefícios citados nesta reportagem e sim no CRAS mais perto de casa.
REPORTAGEM: DIONI RIBEIRO / DECOM