ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-

POSTADO EM 21 mar 2022 · Outros

PREFEITURA ANUNCIA INVESTIMENTOS DE MAIS DE R$ 1 MILHÃO PARA IMPLANTAR A CASA DA MULHER EM ITUMBIARA

 

A Prefeitura está investindo, com recursos próprios, R$ 1.132.660,39 na implantação da Casa da Mulher em Itumbiara. São três obras, no Bairro Novo Horizonte. O prédio onde funcionava o Senac será reformado e adaptado para abrigar o Centro de Atendimento Integral e Multidisciplinar para Mulheres em situação de risco. Em frente a este prédio, serão construídas a sede própria da DEAM, Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, e a Casa de Acolhimento da Mulher. Todas as licitações já foram publicadas e o resultado sairá nos próximos dias.

O anúncio dos investimentos foi feito na sexta-feira, dia 18 de março, com a presença de representantes da Prefeitura, vereadores, Ministério Público, Poder Judiciário, polícias Civil e Militar, Governo de Goiás e todas as instituições que compõem a Rede de Proteção à Mulher. O objetivo é atender as mulheres que são vítimas de todos os tipos de violência doméstica. Dados do Atlas da Violência 2021, do IPEA, mostram que em 2019, 3.737 mulheres foram assassinadas no Brasil. Em Goiás, a taxa é de 4,3 homicídios por 100 mil mulheres, com 161 mortes de mulheres registradas em 2019.

O prefeito de Itumbiara, Dione Araújo, a presidente da FUNSOL (Fundação de Solidariedade), Carol Palhares, a presidente da Rede de Proteção à Mulher, Sílvia Clauredina Cunha, e o promotor de Justiça, José César Naves de Lima Júnior, destacaram que as obras trarão conforto e segurança às mulheres que sofrerem algum tipo de violência ou assédio. O delegado regional da Polícia Civil, Ricardo Torres Chueire, frisou que a sede do Delegacia da Mulher terá uma ótima estrutura física.

Estiveram presentes também as promotoras de Justiça de Itumbiara, Ana Paula Sousa Fernandes e Mônica Fachinelli da Silva, e as juízas da Comarca, Thaís Lopes Lanza Monteiro e Tatianne Marcella Mendes Rosa Borges. De Goiânia vieram a gerente de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDS), Juliana Ramos Caiado, e as promotoras de Justiça Tamara Andréia Botovchenco Rivera, coordenadora da área de Direitos Humanos, Política Públicas e do Núcleo Estadual de Gênero do Ministério Público de Goiás, e Rúbian Corrêa Coutinho, que é a coordenadora nacional da COPEVID (Comissão Permanente de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher), do CNPG (Conselho Nacional de Procuradores-Gerais). E ainda Daniele Rodrigues Nascimento, representando a desembargadora do Tribunal de Justiça de Goiás, Sandra Regina Teodoro Reis.

Os casos de violência contra a mulher podem ser denunciados pelo número 100.

REPORTAGEM: DIONI RIBEIRO / DECOM
FOTOS: ROBSON HENRIQUE / DECOM