ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-

POSTADO EM 05 jun 2021 · Vacinação

COVID-19 EM ITUMBIARA: VACINAÇÃO DE 55 E 54 ANOS COMEÇA E TERMINA MAIS CEDO NESTE SÁBADO Imunização irá até as 15 horas no Capim de Ouro e no Colégio Estadual Dom Veloso

A vacinação contra Covid-19 em Itumbiara neste sábado, dia 5 de junho, que era para ser das 12 às 18 horas, foi antecipada e começou mais cedo, entre 9h30 e 10 horas, para também terminar mais cedo, às 15 horas. O secretário de Saúde, Guilherme Davi, e a superintendente de Vigilância em Saúde, Elinamar Arantes, explicaram que a mudança foi necessária porque um dos locais de imunização é o espaço Capim de Ouro, na Avenida Beira Rio. E tem no sábado, a partir do fim da tarde, a feira livre. “A nossa proposta é evitar aglomerações”, disseram. “E estendemos o mesmo horário ao outro local de imunização, o Colégio Estadual Dom Veloso”, completaram.
Neste sábado, a vacinação continua por ordem decrescente de idade. Pessoas de 55 e 54 anos recebem a primeira dose da vacina AstraZeneca. Na sexta-feira, foi vacinado quem tem 57 e 56 anos.
De acordo com a equipe da Secretaria Municipal de Saúde, as pessoas com 56, 57, 58 e 59 anos, que não foram imunizadas nas etapas anteriores, também podem procurar os locais de vacinação neste sábado.
A vacinação é realizada em dois lugares. No espaço Capim de Ouro, na Avenida Beira Rio, é no sistema drive-thru, dentro dos carros. Já no Colégio Estadual Dom Veloso, com entrada pela portaria da Rua João Rodrigues Jota (antiga Rua 10), no Bairro Santos Dumont, o atendimento é para pedestres.
É necessário apresentar CPF, Cartão SUS, cartão de vacinação e originais e cópias do documento de identificação com foto (como carteira de identidade ou CNH) e do comprovante de endereço. Caso o comprovante de endereço não esteja no nome da pessoa a ser vacinada, ela deve fazer uma declaração, de próprio punho, informando que mora ou trabalha em Itumbiara. A declaração será anexada ao comprovante de endereço original. A equipe da SMS lembra que fazer declaração falsa é crime, previsto no Artigo 299 do Código Penal Brasileiro.
FOTOS: ROBSON HENRIQUE / DECOM