ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-

POSTADO EM 02 fev 2021 · Zoonoses

CAVALOS SOLTOS OU COM MAUS TRATOS SÃO RECOLHIDOS PELA ZOONOSES EM ITUMBIARA

Os cavalos não podem ficar soltos na cidade, porque trazem riscos de acidentes e até mortes no trânsito, além de transmitirem doenças, como a febre maculosa. A legislação prevê que os animais que ficam nas ruas, avenidas e praças devem ser recolhidos pelas prefeituras. Em Itumbiara, o recolhimento é feito pela equipe da UVZ, Unidade de Vigilância em Zoonoses. Os profissionais também recolhem cavalos vítimas de maus tratos.
A coordenadora da UVZ, a bióloga Fernanda Camargo, explica que os cavalos são levados para a sede de Zoonoses, na zona rural, em Itumbiara. Lá recebem cuidados, como vermífugo e retirada de carrapatos. Atualmente, são 12 animais recolhidos. Fernanda diz que os cavalos ficam em quatro baias e também numa área de pasto. Ela conta que a pastagem está recuperada com a doação de sementes e adubos.
Os donos dos animais recolhidos têm cinco dias para buscar os cavalos de volta. Depois desse prazo, o animal é colocado para adoção ou leilão.
Já os cavalos vítimas de maus tratos são recolhidos em parceria com a AMMAI, Agência Municipal do Meio Ambiente, e a participação da Polícia Militar. Os fiscais da AMMAI abrem um processo administrativo contra o dono. E pode ser registrado boletim de ocorrência na PM. O dono denunciado tem até 30 dias para apresentar a defesa. Passado esse período, o animal é encaminhado para adoção.
Fernanda diz que os cavalos devem ser adotados por proprietários rurais, porque os animais não podem voltar para a cidade.
DENÚNCIA
Os moradores podem fazer denúncias à equipe de Zoonoses, de cavalos soltos ou mau tratados, pelo WhatsApp 64-99294-7154.
REPORTAGEM: DIONI RIBEIRO / DECOM