ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-

POSTADO EM 31 mar 2021

QUASE 17 MIL DOSES JÁ FORAM APLICADAS EM ITUMBIARA CONTRA A COVID-19

Nesta quarta-feira, tem vacinação, de primeira dose, para pessoas com 64 anos ou mais; continua a imunização de segunda dose para os idosos vacinados em 4, 5 e 6 de março
O desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, José Paganuci Júnior, tem a história profissional e pessoal ligada a Itumbiara. Doutor Paganucci, como ele é conhecido, chegou aqui em 1989 e foi juiz na Comarca por 22 anos, até assumir, em 2011, uma vaga no TJGO. Nesta terça-feira, dia 30, ele foi vacinado, em Itumbiara, com a primeira dose contra a Covid-19. E frisou a importância de se buscar proteção contra o coronavírus.
Doutor Paganucci foi uma das com 65 anos ou mais imunizadas nesta terça, no Parque de Exposições Dr. Valdivino Vaz, na Vila Vitória 2, e no espaço Capim de Ouro, na Avenida Beira Rio, tanto no drive-thru, com imunização dentro dos carros, e atendimento a pedestres.
Do dia 20 de janeiro, quando começou a vacinação em Itumbiara, até agora já foram vacinadas 13.263 pessoas com a primeira dose e 3.470 de segunda dose. Somando, um total de 16.733 doses aplicadas até o momento. Quase 17 mil doses.
AMANHÃ 64 ACIMA
A vacinação continua nesta quarta-feira, dia 31, desta vez para quem tem 64 anos ou mais. Nos mesmos locais, no Parque de Exposições e no Capim de Ouro. Das 9 às 16 horas.
SEGUNDA DOSE TAMBÉM
Também continuará nesta quarta a vacinação de segunda dose para os idosos imunizados, com o Coronavac, nos dias 4, 5 e 6 de março. A vacinação, com esta segunda dose, começou na última sexta-feira e continuará até que todos os idosos desta faixa etária sejam novamente imunizados.
A DOCUMENTAÇÃO
Para receber a primeira dose, a pessoa deve apresentar documento de identificação com foto (como carteira de identidade), CPF, Cartão SUS, comprovante de endereço e cartão de vacinação. Para a segunda dose, os mesmos documentos, sendo que, no cartão de vacinação, deve constar a data da imunização da primeira dose.
FOTOS: ROBSON HENRIQUE / DECOM