ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-

POSTADO EM 20 nov 2021 · Cultura

CONSCIÊNCIA NEGRA: ATIVIDADE EM ESCOLA MUNICIPAL DE ITUMBIARA DESTACA HISTÓRIA DE REIS E RAINHAS DA ÁFRICA

Neste sábado, 20 de novembro, é o Dia da Consciência Negra. A data foi criada há 50 anos para destacar a importância do negro no Brasil e chamar a atenção para a discriminação racial e as dificuldades que as pessoas negras enfrentam no cotidiano.
A consciência negra foi lembrada, durante esta semana, em atividades em escolas municipais de Itumbiara. Um destas atividades foi na Escola Municipal Joaquim Luiz de Miranda (Joaquim Mariano), no Bairro Nossa Senhora da Saúde.
A organizadora do evento, a professora e historiadora Jane Martins Castro da Silva, utilizou o acervo de um projeto realizado por ela e premiado pelo Ministério da Educação em 2016, sobre reis e rainhas da África. Na atividade, alunos do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental puderam conhecer um pouco da história de grandes líderes africanos. Jane destacou a conscientização de que “não somos descendentes de escravos e sim de guerreiros fortes”. “Quando iam capturar os africanos para serem escravizados no Brasil, escolhiam os mais fortes, porque os fracos não sobreviveriam aos navios negreiros e os escolhidos, os sobreviventes, foram uma geração de fortes e vencedores”, frisou.
O diretor de Cultura, Ronimárcio dos Santos, participou do evento, que teve apresentações culturais, como capoeira. Para Ronimárcio, atividades como esta são necessárias para valorizar e evidenciar a história e a cultura negras.
A diretora da Escola Municipal Joaquim Mariano, Dalva Maria Miranda, destacou que o evento sobre a consciência negra tem por objetivo formar, nos alunos, uma consciência de igualdade de direitos e deveres, sem discriminação por etnias.
Fotos cedidas por Jane Martins Castro da Silva.